Páginas

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Empatia

Já ouvi coisas do tipo "tem gente que trata bicho como se fosse gente, como se fosse um filho" e me perguntei qual a diferença; Adotei uma gata assim que vim morar sozinha e trato ela como filha sim, dorme na cama comigo, vive no colo, gastei com cirurgia quando ela não conseguiu parir. Chorei igual criança de ver ela anestesiada depois da cirurgia; não vejo diferença entre ela e qualquer pessoa que eu gosto ou me importo, a não ser o fato e que ela não tem mais ninguém pra se preocupar com ela
Eu sempre vi o ser humano como qualquer outro animal, nunca enxerguei essa superioridade que as pessoa vêem. Não consigo acreditar que os animais não têm consciência, alguma eles têm que ter, nada é movido puramente por instinto, todo aprendizado tem uma base no consciente; Assim como não entendo as religiões que afirmam que os animais não têm alma. Mesmo sendo cética, acredito que essas instituições deveriam promover a igualdade não só entre humanos pois foi toda a organização social possibilitada por essa suposta superioridade da especie humana que tornou o mundo um lugar mais difícil pra sobrevivência dos animais.
Nunca gostei de matar insetos; quando pisava em um besouro ou acidentalmente esmagava uma lagarta com a mão me sentia horrível, uma agonia ressoante e contínua. e assim com qualquer outro bicho, sentia empatia por todos, imaginava como seria se esmagada por um chinelo gigante. Consegue se imaginar no corpo de uma barata? Eu conseguia
Partindo pra linha de raciocínio do que nos separa dos outros animais, o ser humano é o único animal que segue um padrão de beleza mutável, na natureza o normal é a fêmea escolher o macho baseada no porte físico visando transmitir o fenótipo para seus filhotes (ou pelo menos foi o que meu professor de biologia do ensino médio me disse) e entre os humanos, ambos procuram no parceiro um padrão de beleza vendido pela mídia de consumo (não sempre, mas na maioria das vezes);
pensar sobre nossa existência, pensar sobre nosso pensamento, me pergunto se isso é bom, e isso me fez ter uma crise sobre meu curso, será que vale a pena estudar sobre o pensamento? Será que vale a pena estudar? Vi de longe até uma vontade de largar tudo e ir viver. Apenas viver das coisas que a natureza dá, ou costumava dar, antes da intervenção dos humanos superiores, desculpa ser tão de humanas.