Páginas

terça-feira, 15 de julho de 2014

Resnha: O Visconde que me Amava - Julia Quinn

Cá estou eu resenhando mais um livro. Agora nas férias consegui voltar a ler com frequência, e olha que milagre, não é Harlan .
Título: O Visconde Que Me Amava
Autor: Julia Quinn
Páginas: 304
Editora: Arqueiro

Sinopse - O Visconde Que Me Amava - Familia Bridgerton - Livro 02 - Julia Quinn

A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva.
Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela. Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele.
Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração.
Considerada a Jane Austen contemporânea, Julia Quinn mantém, neste segundo livro da série Os Bridgertons, o senso de humor e a capacidade de despertar emoções que lhe permitem construir personagens carismáticos e histórias inesquecíveis.

Opinião:
Como acontece sempre demorei pra pegar firme na leitura, aquela história de metade do livro em uma semana e a outra metade em um dia, Livros românticos não são minhas preferencias nem nunca foram, mas o que me atrai ao livros da Julia Quinn é a época na qual a história se passa, antes da invenção do telefone, no ano de 1814. Li a resenha de O Duque e Eu (primeiro livro da coleção) feito por um estudante de história e descobri que a autora falha um pouco ao criar algumas situações que seriam inaceitáveis pela moral da época, mas, passando as críticas, o livro é muito bom (sério) é bom conhecer os medos de Anthony e as incertezas de Kate no começo do livro, e ir conhecendo a personalidade dos dois, inteligentes, sarcásticos, uma dama muito forte, e um visconde gentil e cavalheiro e por mais previsível que seja o romance no começo, e surpreendente o jeito que a história se desenrola. No segundo livro da coleção você já se envolve com a família Bridgerton e quer toda a coleção.

Já leram? Querem ler? O que acharam da resenha?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e sinta-se abraçado (=