Páginas

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Alguns lugares acabam

Não gosto daqui e quero ir embora, é fato, mas nem tudo são espinhos, ou formigas de picadas ardidas, pensando bem, coitadas das formigas.
O fato é que eu vou sentir falta de algumas coisas/lugares/pessoas. Apesar de ser longe de tudo eu amo a minha casa de quintal enorme que da pra fazer fogueira no inverno, eu amo meu quarto só meu que eu posso decorar do meu jeito e onde eu faço o que eu bem entender.
Agora, aqui, nesse campo, com esse vento, eu me sinto bem.
Não quero ficar, de jeito nenhum, mas também não quero deixar a impressão de que tudo aqui foi ruim, não foi, mas não consigo achar que aqui é meu lugar.
O bosque, desde quando era zoo tem o cheiro mais marcante na minha memória, é o melhor lugar daqui pra mim, quero continuar voltando lá sempre.
Esse terreno onde estou escrevendo, em breve terá alguma construção, ninguém mais notará a vista, é triste, alguns lugares acabam.
E me parece que quase tudo o que já foi bom aqui acabou.

Um comentário:

  1. Que texto lindo *-*
    Beatrice, te indiquei para responder uma tag, dá uma olhada lá no post! >>http://goo.gl/gJAXLM
    Beijos!

    ResponderExcluir

Comente e sinta-se abraçado (=