Páginas

domingo, 23 de junho de 2013

.

 Tudo o que eu queria era que ele tivesse feliz com um guri qualquer que ele gostasse, que gostasse dele, e que a mãe dele aceitasse ele, que a igreja aceitasse ele que o mundo aceitasse ele que ele não tivesse que fingir que é hétero. Eu queria que não existisse preconceito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e sinta-se abraçado (=