Páginas

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Gosto de finais felizes, quando não acontecem eu os invento

Tocava qualquer sucesso sertanejo do momento na boate e Tom permanecia parado, coluna ereta, braços cruzados, olhava em volta, bebia pouco, comportado com seu copo de cerveja enquanto a maioria dançava descontroladamente ou pulava na piscina com suas roupas de festa.
Nos conhecíamos havia muito tempo, mas nunca tínhamos sido amigos, nem conversávamos apenas havíamos estudado na mesma escola, porém veio me cumprimentar e perguntou se me lembrava dele, e eu respondi que sim e continuei conversando com minha amiga, mais tarde na rodinha dos único 5 ainda sãos da festa  ele me chamou pra dançar mas eu não aceitei, apenas porque não gosto de dançar, me chamou então pra conversar, lá fora, só nós (lembrei rapidamene de uma piada particular da minha sla, mas logo me recompus)e eu fui.
Encostei no muro, ele de frente pra mim
-Você ta muito diferente, mudou muito - ele disse.
-é, mudei mesmo, muito - não conseguia encarar.
 Ele pegou meu braço, chegou mais perto e me beijou. Tudo acabou ali, a expectativa, a ansiedade, a carência a insegurança. tudo o que eu esperei a festa toda. Não sou daquelas que ficam com um em cada festa/saída, respeito, mas não consigo ser assim, também nunca fiquei com ninguem pela aparência, como é muito comum hoje, e devo admitir que o irmão dele é muito mais bonito. Fazia tempo que eu não via uma pessoa, observava e sentia essa vontade forte de estar junto no mesmo dia.
Depois do beijo abraçei ele e deitei a cabeça no seu ombro, só pra ficar ali, me sentir ali com ele.
-Você ta bem? - ele  perguntou
-To bem por estar aqui com você.
Ele me abraçou e eu senti uma paz, me senti segura, eu sabia que era só um dia, só uma vez e que não voltaria e provalelmente não se repetiria, mas estava feliz de estar ali com ele.
Voltamos pra dentro juntos e continuamos juntos o resto da festa, quando fui embora me despedi com um abraço do qual nunca mais esquecerei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e sinta-se abraçado (=