Páginas

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

-Não faz isso, por favor!!! - eu disse
Ela fazia repetidos e paralelos cortes no próprio braço
-Para, para, por favor, para! - parecia doer mais em mim do que nela - Mia... - tentei me aproximar, mas ela levou a lâmina ao próprio pescoço
-Não chega perto. - disse. Parei.
-Amiga, eu sei que você ta mal, conheço seu problemas, mas isso não vai te ajudar. Seus pais vão brigar com você todo mundo vai te peguntar porque você fez isso, só vai piorar.
-Para você! Como você consegue pensar tanto nos outros, isso aqui é um problema meu, não é seu não vai te afetar em nada.
-Você que pensa Mia, você não tem noção o quanto isso dói em mim e nas outras pessoas que te amam
Ela soltou a lâmina, tapou o rosto com as mãos e começou a chorar, fui até ela, guardei a lâmina no bolso e a abracei, e esperei pra ver se ela queria falar alguma coisa, como não, eu continuei
-Você é importante pra muita gente, quando você faz isso ta ferindo muita gente, se você parar ta pensando em todos nós, eu fico muito agradecida.
-Obrigada - ela me interrompeu - por não gritar comigo, nunca brigar comigo, por me entender, por ser minha amiga também nas horas difíceis
Chorei
-Eu te amo guria
-Também te amo amiga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e sinta-se abraçado (=